O Evento

Em 1986 surgiu a necessidade de revitalizar a Festa das Hortênsias, uma festa tradicional em Gramado que deu origem a Fearte e Festival do Cinema. Precisava existir algum atrativo além das flores e de escolha e coroação de rainha. Dezembro era uma temporada de pouca visitação turística em Gramado e precisávamos encontrar uma forma de fazer com que as pessoas viessem para cá não só no inverno.

Por que não utilizar o NATAL? Seria difícil, já que a comunidade é de tradição ítalo-germânica, com o costume de passar o Natal com a família e na igreja.

A administração pública estudou diversas formas de aprimorar o turismo em Gramado nesta época do ano. E então surge a pergunta: enfeitamos o pinheirinho de natal todos os anos. Então, porque não enfeitar a cidade? Uma das principais inspirações foi a Disney, então pensaram fazer isso em Gramado, criando um embelezamento para a cidade no Natal e assim, atraindo turistas.

Só com as luzes não teríamos a conotação de evento, então também surgiu a idéia de sonorizar a avenida e fazer algum espetáculo. Começaaram a desenhar o Natal Luz de Gramado com músicas na cidade através de alto-falantes vendidos para as lojas, lâmpadas decorando as fachadas da Av. Borges de Medeiros, postes enfeitados como pirulitos e pinheirinhos naturais dispostos na avenida com topinhos vermelhos.

O Maestro Eleazar de Carvalho, titular da OSPA, surgiu como uma pessoa iluminada e montou um grande concerto. Um espetáculo digno do Natal Luz, com um grande coral, poesias e fogos de artifícios. Ali foi dando o primeiro passo da reversão do quadro de ocupação e visitação a Gramado no mês de dezembro.

Siga as redes sociais oficiais do Natal Luz Gramado e fique por dentro das novidades do evento!